O que tem pro jantar?

Fiz canja: o Enrico não quer.Chorou, fez escândalo, cara cheia de ranho.

Paramos. Pra que isso?

Vamos espairecer, vamos desbaratinar.

Peguei uma forma de bolo, coloquei um punhado de farinha, outro de açúcar e mais um de arroz. Cru. Arroz cru. Vamos brincar.

Que brincadeira tátil. Sensorial. Mãe dedicada. Vida real ou propaganda de margarina? Não se sabe.

Mentira.

Realidade:

Ele quer brincar? Não.
Ele quer comer.

Por toda lei.

A missão de vida dessa criança é comer um punhado dessa mistura.

Jesus colocou ele na Terra pra isso.
Canja? Não. Nem sob tortura.

Mistura de farinha, açúcar e arroz cru? Só se for agora.

Conclusão: TV. Galinha Pintadinha.

Eu: celular escrevendo isso.

Amanhã tem mais.